Abstract

The ongoing reconstruction of the city of Rio de Janeiro has already involved innumerous acts of removal. In the so-called “marvelous city” during the last few years people have been evicted from occupied buildings, families have been displaced from their (favela) neighborhoods and homeless people have been forcefully detained. These acts of removal cannot be seen as a unique exception, but rather as a common practice implemented systematically throughout the city’s history. Looking beyond these acts of removal, the paper traces the conditions and bases for the legitimation of the removal of homeless people and the dominant narratives about and representations of them as non-citizens and urban others. By reflecting on research on homelessness in this context, the possibilities of and obstacles to critically engaged research are discussed in order to make sense of the logic of removal. Thus, acknowledging knowledge from homeless people proves to be essential for research in order to challenge urban power relations that normalize these practices of removal.

Resumo:

A reconstrução em marcha na cidade do Rio de Janeiro tem envolvido inúmeras ações de remoção. Ocorreram despejos de imóveis ocupados, deslocamentos de favelas, assim como, ações violentas de recolhimentos da população em situação de rua, com o intuito de preservar a imagem e o mito da “cidade maravilhosa”. Estas remoções não podem ser entendidas como uma infeliz exceção, mas como uma prática comum implementada sistematicamente na história da cidade. Olhando além destas ações de remoção, esse artigo persegue as condições e as bases de legitimação para remover a população em situação de rua, por meio de narrativas dominantes e representações que os definem como não cidadãos. Ao refletir acerca da investigação sobre a população em situação de rua neste contexto, as possibilidades e obstáculos para um engajamento crítico da pesquisa estão sendo discutidos com o objetivo de compreender os sentidos das lógicas da remoção. Deste modo, reconhecer o conhecimento da população em situação de rua demonstra ser essencial para a contribuição de pesquisas que desafiam as relações de poder que naturalizam as práticas de remoção.

pdf

Additional Information

ISSN
1548-5811
Print ISSN
1545-2476
Pages
pp. 93-116
Launched on MUSE
2017-04-04
Open Access
No
Back To Top

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Without cookies your experience may not be seamless.