In lieu of an abstract, here is a brief excerpt of the content:

Reviewed by:
  • Leituras críticas sobre Silviano Santiago
  • Ana Maria de Bulhões-Carvalho
Cunha, Eneida Leal, org. Leituras críticas sobre Silviano Santiago. Belo Horizonte: Editora UFMG; São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2008. 238 pp.

É raro um intelectual apresentar perfil tão complexo como o do escritor brasileiro Silviano Santiago. Mineiro da cidade de Formiga (MG, 1936), com formação acadêmica na França e atividade universitária nos Estados Unidos e no Brasil, suas publicações espraiam-se da crítica de cinema à crítica literária, da reflexão sobre política e cultura à crítica da literatura, da obra de ficção à poesia, de tal modo que a ele mesmo aplica-se a idéia que tão originalmente desenvolveu em seus escritos a partir do conceito de entre-lugar: mineiro, brasileiro e universal, Silviano Santiago é, antes de tudo, um pensador do presente.

Sobre essa complexidade de pensamento, de formação intelectual e criação literária versa o livro-homenagem Leituras críticas sobre Silviano Santiago, ainda como celebração dos setenta anos de idade do homenageado e quarenta e oito de sua primeira participação em publicações mineiras de poesia (Quatro poetas, Editora UMG, 1960) e de prosa (Duas faces, Editora Itatiaia, 1961), a partir das quais se seguiram três livros de poemas, oito romances, e quatro antologias de contos, bem como incontáveis colaborações na imprensa como crítico e organização de profícuas antologias de ensaios sobre literatura e cultura. Acrescente-se a essa relação de produções diversificadas os trabalhos de curadoria e de editoria, as traduções, as resenhas e os prêmios literários e se tem a dimensão do volume e da qualidade da obra.1 As Leituras críticas, organizadas por Eneida Leal Cunha (UFBA), que as apresenta, reuniram alguns dos estudiosos brasileiros e estrangeiros que dedicaram parte de sua reflexão à obra de Silviano Santiago, dentre os quais se inclui Wander Miranda, professor e editor [End Page 209] da UFMG que, junto com a organizadora das Leituras, é responsável pela entrevista "O intelectual Silviano Santiago", que encerra o volume.2 Da entrevista extraem-se e legitimam-se alguns enfoques apresentados pelos seis ensaios críticos que compõem o livro.

Como ressalta Eneida Leal Cunha na "Apresentação": "Desde Uma literatura nos trópicos,3 os ensaios de Silviano Santiago destoam das expectativas que a tradição acadêmica dos estudos literários impôs à crítica" (p.11). Posição crítica que se confirma no dizer do próprio escritor, na entrevista: "Minha atitude teórica tem sido a de abandonar o paradigma de leitura epistemológico (científico) em favor dum paradigma hermenêutico (filosófico). Tento convergir o conhecimento e a sabedoria" (p.199). A idéia de encerrar a antologia de ensaios dando voz ao próprio homenageado foi bastante generosa: após aproximar-se de leituras diversas sobre o autor, o leitor tem oportunidade de, no mesmo espaço, confrontar-se com o pensamento vivo do escritor.

O resultado prático dessa oferta de leituras simultâneas e contrastivas é a valorização de uma forma de pensar e de criar imagens por deslocamentos. O mesmo escritor torna-se objetos diversos conforme os interesses e o posicionamento de olhar de diferentes sujeitos: em Eneida M. de Souza, a relação com o modernismo, em Florencia Garramuño, o espaço literário latino-americano, em Raúl Antelo, o tempo recortado nos anos 1970, em Wander M. Miranda, o trânsito da memória, em Karl Posso, a homossexualidade, em Evelina Hoisel, a multiplicidade. Abordagens que não pretendem dar conta do universo de temas e propostas criado por Silviano Santiago, mas que dele se aproximam cuidadosamente, talvez com a inteligência da tática por ele mesmo sugerida: por deslocamentos sucessivos. A leitura das Leituras conduz ao depoimento final, entrecortado e deslocado para focos sucessivos pelas perguntas dos entrevistadores, como que conduzindo e conduzidos pelo pensamento do entrevistado.

Desse modo, Leituras críticas sobre Silviano Santiago impõe-se como porta de entrada para uma aproximação contemporânea desse...

pdf

Additional Information

ISSN
1548-9957
Print ISSN
0024-7413
Pages
pp. 209-211
Launched on MUSE
2011-01-30
Open Access
No
Back To Top

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Without cookies your experience may not be seamless.