In lieu of an abstract, here is a brief excerpt of the content:

Reviewed by:
  • Ensino de Português nos Estados Unidos: História, Desenvolvimento, Perspectivas by José Marcelo Freitas de Luna, org
  • Vanessa Valdés
Luna, José Marcelo Freitas de, org. Ensino de Português nos Estados Unidos: História, Desenvolvimento, Perspectivas. São Paulo: Paco Editorial, 2012. Pp. 234. ISBN 978-85-8148-016-9.

Na apresentação deste texto fascinante, Ensino de Português nos Estados Unidos: História, desenvolvimento, perspectivas, o organizador estabelece claramente sua audência para este tomo: os brasileiros que não sabem da larga história do ensino de português nos Estados Unidos; felizmente, nós, os professores dessa língua aqui, também temos a oportunidade de aprender desta história tão rica. No fim da Segunda Guerra Mundial, o governo americano passou uma lei identificando seis idiomas necessários para a defesa de nosso país, entre eles o português. Desde a década de 40 em diante, o ensino de português tem sido crítico enquanto à segurança nacional dos Estados Unidos; este estudo não só oferece umas perspectivas sobre esta história mas também nos dá umas visões para o futuro da aprendizagem deste idioma no século vinte e um. [End Page 593]

O estudo começa com “A Pedagogia no Instructor’s Manual for Modern Portuguese: Uma Leitura Crítica, 40 Anos Depois” de Francisco Gomes de Matos; o ensaio explica as idéias pedagógicas do manual que acompanhou o texto utilizado por milhares dos estudantes nos anos 70, escrito por professores de Português do Brasil trabalhando no sistema universitário americano em 1971. Termina com uma comparação com Working Portuguese for Beginners, recentemente publicado em 2010: aí podemos apreciar as diferenças no ensino do idioma.

Em seu ensaio “Por uma Historiografia da Formação de Professores de Português como Língua Estrangeira no Estados Unidos” o organizador José Marcelo Freitas de Luna dá ênfase ao ambiente em que esta língua tem sido ensinada neste país, recordando-nos que foram os professores de idioma e também dos estudos internacionais e política que determinaram o conteúdo dos cursos de português. Luis Gonçalves trata do momento presente do estudo desta língua em “O ensino de portugês como segunda língua nos EUA: desafios antigos e recursos inovadores”. Ele nos apresenta fatos importantes sobre o aumento no número de estudantes universitários aprendendo português nos últimos vinte anos e o fato de que não há textos suficientes para essa população. Com um tom de urgência, Gonçalves comunica a necessidade de seguir melhorando a especialidade aqui, e relembra ao leitor o papel da formação dos professores na metodologia de línguas estrangeiras.

No seguinte ensaio, “The Study of Portuguese in the USA and at the University of New Mexico”, Margo Milleret comparte os resultados de uma pesquisa que procura entender o crescimento da popularidade do português nos Estados Unidos. Suas constatações mostram a importância dos falantes de espanhol: com o aumento de pessoas tomando cursos de literatura e idioma espanhol se vê mais interesse em português. Além disso, Milleret sublinha a atenção prestada ao Brasil na mídia; finalmente, apresenta o que sua universidade está oferencendo no Departamento de Espanhol e Português. Com o capítulo que segue escrito por Mary Risner, mudamos ao estudo da cultura luso-brasileira na esfera de negócio. Ela sustenta a necessidade dos estudantes americanos aprenderem outros idiomas, especialmente o português, considerando-se o desenvolvimento da economia brasileira nos últimos anos. O mais útil deste ensaio são os recursos que aparecem ao final combinado com as idéias para incorporar o aspecto dos negócios nos estudos de graduação e pos-graduação.

O ensaio de Orlando R. Kelm, “Innovative Technologies and the Teaching of Portuguese”, pode revelar-se como um dos mais úteis do tomo inteiro porque compartilha as mudanças na disponibilidade de materiais de ensino especialmente os da University of Texas at Austin, como seu programa Brazilpod: Tá Falado ou outro que se chama Conversa Brasileira...

pdf

Additional Information

ISSN
2153-6414
Print ISSN
0018-2133
Pages
pp. 593-595
Launched on MUSE
2013-09-18
Open Access
No
Back To Top

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Without cookies your experience may not be seamless.